[CHIQUE É SER MALDiTO]

– Sobre mim

Posted in -DRAMA by Bruno F. Duarte on agosto 18, 2008

Falar sobre ele é falar sobre mim

Pois tua imagem reflete aqui

Projeção dionisíaca

embriaga-me o propósito

teus não-sei-porquês

eu desejo tal ambrosia

e eu interpreto

como centelha de poesia

o esboço do afeto.

Pega essa vontade que te perturba

põe teu vestido

eu te escondo na turba.

Por trás das máscaras todos somos pares.

Pele, cheiros, toques, olhares.

Tremer de orgãos num descompassar,

que descompassa, descompassa,

que custa a passar.

Que me puxa pela noite,

és amigo de morfeu,

não há explicação para invadir seus sonhos meus.

Na turba eu me perco,

no turbante eu me acho.

philia, agape, eros,

sileno, bacantes, eu,

o confidente de tépsis,

Carolina,

meu irmão Andrew,

a rosa negra,

Marrano,

Uma mulher negra independente,

meus ícones cults,

Meus ídolos pop,

meus poetas malditos,

meus livros não lidos,

uma orgia de frustrações,

tudo idealização do futuro

de um passado mais que imperfeito.

Minhas relíquias do presente

meu arquivo quase morto

cai

tudo sobre mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: