[CHIQUE É SER MALDiTO]

– correspondência

Posted in -Sobre by Bruno F. Duarte on janeiro 27, 2009

Há muito, muitos dizem, muitos escreveram.

Há muitos.

Poucas cartas chegaram a seu destino.

Das poucas

poucos souberam escrever em minha língua.

Ele soube

– Talvez seja essa antropologia.

Nunca antes li esta correspondência.

Veio com a minha vergonha na cara,

com a vaidade dos pronomes possessivos

e com uma garrafa.

 

Ainda não abarquei todo mar de poesia dele,

mas aquele que fala sobre o homem

escreve em minha língua

coisas que nunca li sobre mim.

Anúncios

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Magalice said, on março 30, 2009 at 5:17 pm

    Quando voltará a escrever? Saudades…

  2. Patrícia Farias said, on março 19, 2009 at 4:37 pm

    Adorei esse texto!!! Parabéns!

  3. Rodrigo Mikelino said, on fevereiro 3, 2009 at 9:06 pm

    Vc não é apenas um pretinho basico!!!
    rs…parabens…vc consegue domar as palavras!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: