[CHIQUE É SER MALDiTO]

A jovem pergunta

Posted in -MALditas by Bruno F. Duarte on março 22, 2010

Jovens. Descolados, das humanas, que vão ao cinema, ao teatro, ou que não vão – por falta de tempo ou de grana, mas guardam de cor os guias culturais da cidade. Jovens que sabem de tudo um pouco e, se não sabem, perguntam ao Google e escrevem resenhas dignas de algumas páginas da Bravo!

Jovens que reclamam do calor da cidade e correm para tirar seus agasalhos do armário quando um vestígio de cinza surge entre as montanhas do Rio e saem às ruas, e voltam de All Star enxarcado para acessar a internet em casa, já que por aqui não existe a opção de tomar um café com uma boa conexão wi-fi no Centro, num clima perfeito para ver a chuva fina cair e transformar os edifícios históricos em prédios antigos.

Jovens que fazem comunicação e atuam e escrevem e fotografam e twittam tudo isso. Jovens altos, baixos, magros, gordos, bonitos e bonitos – na juventude nada é feio, pois tudo ainda está por amadurecer.

Jovens sempre são vanguarda, são sempre os primeiros, pois foram os últimos a crescer – até agora.

Jovens cores coradas. Jovens néon. Jovens Lapa que saúdam o velho e o novo. Brindemos aos jovens. Vamos embebedar a juventude e trancá-la em casa para que não a percamos de vista, para que ela tente fugir e fuja – como o faz a juventude. E que ela deixe os outros em casa, sozinhos, para que estes lembrem-se de seus antigos planos de fuga, para que lembrem-se que também fugiam.

Eu tomaria o Rio todo agora. Ele pede todo dia para ser bebido. Um porre é muito mais interessante quando se é jovem, você promete que deixará de beber amanhã, e ainda tem muitos amanhãs para o deixar de fazer. Jovens. O que vamos fazer com toda essa juventude? E se antes de saber o que fazer com ela ficarmos velhos?

Anúncios
Tagged with:

5 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Edu said, on junho 8, 2010 at 12:40 am

    posso eu também, um estranho no ninho, beber o Rio? parabéns! leitura que caiu bem feito uma cerveja gelada…

  2. renato damião said, on março 22, 2010 at 4:34 pm

    ai Bruneco, cê é tão lindo, tão gostosinho, com uma taça de martini, bonito de ver, gostoso de beber. te bebo, meu lindo!

  3. Joseane Freitas said, on março 22, 2010 at 2:29 pm

    Quando leio suas linhas sinto vontade e desgosto de escrever. Vontade por essa ansia q em mim tb transborda. Desgosto um pouco pela inveja de saber não ser tão boa assim.

    Amo-te jovem B(r)unito

  4. érica said, on março 22, 2010 at 12:48 pm

    Você é um bichinho amuadinho que se transforma em borboleta, quando decide apostar nas palavras que transbordam a todo tempo da sua cabeçona.

    Adoro lê-lo!

    Quanto à pergunta, te respondo: Se vc é jovem ainda, jovem ainda, jovem ainda. Amanhã velho será, velho será, velho será. Ao menos se o coração, se o coração sustente. A juventude que nunca morrerá!

    beijo!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: